Catástrofes Aéreas – TAME

O acidente com o Boeing 737-200 da TAME ocorreu em 11 de agosto de 1983, quando o voo 120 da TAME, uma companhia aérea estatal equatoriana, caiu durante a aproximação ao Aeroporto Internacional Mariscal Sucre, em Quito, Equador. O trágico acidente resultou na morte de todas as 119 pessoas a bordo, tornando-se o pior desastre aéreo na história do Equador.



A tragédia do TAME voo 120

O TAME voo 120, operado por um Boeing 737-200, estava a caminho de Quito, no Equador, quando encontrou condições meteorológicas adversas e se chocou contra uma colina durante a aproximação ao aeroporto.

Mau tempo e dificuldades na aproximação

Naquele fatídico dia, o mau tempo e a visibilidade reduzida dificultaram a aproximação ao Aeroporto Internacional Mariscal Sucre, levando ao trágico acidente.

Investigação e causas do acidente

A investigação concluiu que o principal fator contribuinte foi a desorientação espacial dos pilotos, exacerbada pelas condições meteorológicas adversas e a complexidade do terreno.

Legado e lições aprendidas

O acidente com o TAME voo 120 levou a melhorias na segurança aérea, incluindo o treinamento de pilotos e a implementação de sistemas de alerta de proximidade ao solo em aeronaves.

Homenagens e memória das vítimas

Familiares e amigos das vítimas prestam homenagens e mantêm viva a memória das 119 pessoas que perderam a vida no pior acidente aéreo da história do Equador.

Leia mais informações sobre o acidente do Boeing 737-200 da TAME em 1983 aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top